quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Essa é pra te agradecer

pelo momento mágico, pelo tempo perdido e parado que eu dediquei às suas memórias. Através delas atingi(mos) outras. Outras, outras, outras coisas, pessoas, palavras, memórias, momentos, humanos. Não duvide de mim, nessas horas eu não duvido de você. Em outras sim, admito, mas também a dúvida é humana. Mas eu sei que você gosta de lembrar daquilo que é humano. Humano-te, e sei também que pra você isso é o maior dos elogios.

Um comentário:

Rafael Ciancio disse...

AMABO-TE

(Obrigado, em latim)
Embora eu não tenha compreendido grandes coisas do texto, apreendi e senti gostosamente, aí já viu: quis participar!