quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Mário

"O amor deve nascer de correspondências, de excelências interiores. Espirituais, pensava. Os dois se sentem bem juntos. A vida se aproxima. Repartem-na, pois quatro ombros podem mais que dois".

Amar, verbo intransitivo - Mário de Andrade

Um comentário:

Felippe disse...

adorooo seus 2 ombros!!! ééé